A história da Niantic
Uma história sobre ver o mundo de forma diferente
Na Niantic, temos um longo histórico sobre ver o mundo de forma diferente. Somos a empresa de realidade aumentada líder no setor mundial com foco inicial em jogos de realidade aumentada. Vemos um futuro no qual nossa tecnologia traça o caminho para novas experiências de lazer, robótica avançada e computação adaptável em escala — e depositamos alguns de nossos pensamentos mais audaciosos nos jogos.

Criamos a única plataforma de realidade aumentada do mundo em escala planetária para as gerações atuais e futuras de hardware de realidade aumentada. Pensamos nessa plataforma como um sistema operacional global para aplicativos que unem o mundo digital com o físico.

A tecnologia já transformou nossas vidas, juntando as pessoas, ideias e informações de formas inimagináveis. Estamos trabalhando arduamente em um novo capítulo de tecnologia que conecta o mundo digital à realidade.

Quando o mundo digital e a realidade se unem, a mágica acontece. Porém, você precisa entender a realidade para aumentá-la...

Somos pioneiros em jogos do mundo real (aventuras a pé com outras pessoas), o que nos ajudou a transformar a Terra no mais novo tabuleiro de jogos.

Hoje, nossos produtos e serviços atingem centenas de milhares de pessoas. Mas para entender direito nossa história, precisamos voltar para 2001...

DÉCADA DE 2000: TORNANDO O MUNDO ACESSÍVEL
2001
Em 2001, uma pequena equipe de cientistas da computação, gamers, cartógrafos e pesquisadores de inteligência artificial, todos loucos por aplicativos e tecnologias especiais, criou a Keyhole.

A Keyhole foi o primeiro produto do seu tipo que permitia que usuários ampliassem mapas 3D interativos do planeta. Foi criada como um videogame que permitia que pessoas em todo o mundo explorassem cada canto do planeta. Diversos integrantes da equipe original da Keyhole trabalham na Niantic hoje.

2004
Em 2004, a Keyhole foi comprada pela Google e transformada em Google Earth.
2005 a 2009
Nos anos seguintes, nossa equipe continuou com o foco na exploração e na modelagem 3D de centenas de cidades, países e planetas e, com o tempo, introduziu o Google Maps, Street View, SketchUp e Panoramio, entre outros produtos.
DÉCADA DE 2010: APRIMORANDO O MUNDO
2010
Em 2010, fundamos a Niantic Labs como uma startup dentro da Google. Nossa ideia era usar dispositivos móveis e nosso conhecimento sobre mapas para criar um novo tipo de jogabilidade com base em três princípios básicos:
  • Exploração e descoberta de novos lugares
  • Exercício
  • Interação de mundo real com outras pessoas

Nossa premissa era que a combinação de mapas e jogos pudesse tornar o mundo um lugar ainda mais mágico e atraente para as pessoas. Criamos a Niantic para permitir que essas experiências mágicas aconteçam.

2012
Em 2012, lançamos o Field Trip, um aplicativo móvel com base em localização que age como um guia para coisas únicas, ocultas e legais no mundo a sua volta. Foi lançado primeiro em dispositivos móveis, depois em outros hardwares de uso e de realidade aumentada.

Ainda no mesmo ano, lançamos o Ingress, um jogo inédito para dispositivos móveis de realidade aumentada com base em localização, que transforma o mundo real em um cenário para um jogo global de mistérios, intrigas e competições.

2015
Em 2015, a Niantic se desligou da Alphabet Inc., como uma empresa independente e privada com $35 milhões em financiamento de Série A do The Pokémon Company Group, da Google e da Nintendo. Naquele ano, também anunciamos o desenvolvimento do Pokémon GO em colaboração com o The Pokémon Company e com a Nintendo.
2016
Em 2016, lançamos o Pokémon GO, que se tornou um fenômeno da noite para o dia. O Pokémon GO continua sendo o aplicativo de realidade aumentada mais popular de todos os tempos, e o mais lucrativo.

Nos primeiros dois meses após o lançamento do Pokémon GO, Treinadores do mundo todo, juntos, andaram mais de 4,6 bilhões de quilômetros enquanto jogavam. Depois de três meses, essa distância praticamente dobrou para mais de 8,7 bilhões de quilômetros.

Antes do final de 2016, o Pokémon GO gerou mais de US$ 1 bilhão em receita, alcançando esse marco mais rápido que qualquer aplicativo na história.

2017
Em 2017, o Pokémon GO foi baixado mais de 650 milhões de vezes e os Treinadores, juntos, andaram mais de 15,8 bilhões de quilômetros – praticamente a distância entre a Terra e a fronteira do sistema solar.

Em seguida, anunciamos uma parceria de vários anos com a John S. and James L. Knight Foundation a fim de desenvolver engajamento cívico em comunidades locais nos Estados Unidos por meio de experiências em realidade aumentada.

Ao abordar nossa rica história de criação de experiências em eventos ao vivo no mundo real (tendo promovido milhares de eventos desde o início do Ingress), começamos a apoiar alguns dos primeiros eventos ao vivo do Pokémon GO, reunindo milhões de jogadores em lugares selecionados no mundo todo, incluindo Japão, Coreia, Américas e toda a Europa.

No final de 2017, anunciamos o desenvolvimento do Harry Potter: Wizards Unite em colaboração com a Warner Bros. Interactive Entertainment e WB Games. O Harry Potter: Wizards Unite aproveitará ao máximo a Plataforma da Niantic ao mesmo tempo em que também fornecerá uma oportunidade de introduzir todos os novos mecanismos de jogabilidade e tecnologia.

Também anunciamos o Ingress Prime, uma reinicialização do nosso jogo estreante de mundo real, o Ingress. Além de reformular totalmente a interface de usuário e o design de som, o Ingress Prime integrará a tecnologia de realidade aumentada de última geração, oferecendo aos Agentes uma imersão ainda maior no mundo de ficção científica do Ingress.

Logo após nos tornarmos a empresa de realidade aumentada mais bem-sucedida e mais lucrativa do mundo, arrecadamos US$ 200 milhões em Financiamento de Série B, comandado por Spark Capital, e incluímos outros novos investidores como o NetEase. Essa rodada da Série B agregou valor à Niantic em mais de US$ 2 bilhões.

Encerramos o ano com a aquisição da Evertoon, uma equipe voltada para produtos móveis, ferramentas para criatividade e construção comunitária.

A partir de 2018
Até 2018, o Pokémon GO foi baixado mais de 800 milhões de vezes, e os Treinadores, juntos, andaram dezenas de bilhões de quilômetros.

Começamos o ano com a aquisição da Escher Reality, uma equipe focada em criar experiências constantes, de plataforma cruzada e para vários usuários.

Também anunciamos uma colaboração com a Fuji TV e Craftar Studios para uma adaptação de anime da Ingress Prime, programada para ir ao ar ainda este ano.

No futuro, você nos verá focados em como trazer nossas ferramentas de realidade aumentada para todos os desenvolvedores e pessoas.

Hoje e no futuro, a realidade aumentada continuará oferecendo formas dinâmicas de conectar informações digitais, objetos e experiências ao mundo físico no local conforme você os experimenta. A realidade aumentada oferece o potencial para aprimorar nossas funções básicas como seres humanos, conforme conduzimos nossas vidas no mundo físico. A realidade aumentada pode transformar coisas comuns em algo muito colorido e divertido, e pode oferecer um incentivo útil para explorar novos lugares e conhecer novas pessoas.

Na Niantic, nosso trabalho representa o ápice de décadas de obsessão com tecnologia geoespacial, jogos do mundo real e realidade aumentada em escala planetária. Estamos mapeando a realidade por muito tempo, para que possamos aumentá-la nos próximos anos.

Esperamos que você ame o que estamos fazendo da mesma forma que nós amamos.

Agora pare de ler e vá lá fora jogar!